Falar de turismo acessível é também falar sobre o direito de todas as pessoas de viajarem. Nós, do Rio Quente, como um espaço coletivo focado em tornar a sua viagem um momento inesquecível na memória, nos preocupamos com a segurança, o conforto e a diversão de todos os nossos hóspedes. 

Por isso, possuímos toda a infraestrutura para pessoas com deficiência, sejam limitações de mobilidade, visão ou demais necessidades. No entanto, para quem deseja realizar a viagem com mais tranquilidade, preparamos um pequeno manual para encontrar os melhores destinos, hotéis e transporte. Vamos lá?

O que é turismo acessível?

Por meio da iniciativa do Governo Federal, o Programa Turismo Acessível busca promover, por meio de um conjunto de ações de inclusão, o acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida às mais diferentes atrações turísticas, como parques, edificações, praias etc. 

Entre os princípios da inclusão social está garantir a autonomia do viajante, sempre oferecendo serviços que são adaptados e podem ser aproveitados por todos os usuários. 

Diretrizes estabelecidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) determinam quais são as adaptações necessárias em ambientes que são administrados por entidades públicas. Nesse caso, há regras estabelecidas em prol do turismo acessível em monumentos, praças, museus, jardins botânicos, parques e demais locais públicos. 

Uma das iniciativas do Programa é o app Turismo Acessível. O recurso foi desenvolvido pelo Ministério do Turismo e oferece avaliações de usuários de todo o Brasil sobre diferentes locais turísticos e os pontos positivos e negativos de cada destino, tornando mais fácil o planejamento da próxima viagem. 

Dicas de locais para visitar

Diante disso, alguns locais oferecem maior infraestrutura para o turismo acessível, enquanto outros encontram obstáculos na adaptação, como é o caso de cidades históricas. Neste caso, vale ficar o alerta. Em alguns prédios tombados como patrimônio histórico, modificações de acessibilidade, como elevadores e rampas, nem sempre são permitidas. 

Em muitas dessas cidades, as ruas são pavimentadas por pedras. Aqui, é fundamental avaliar como são as calçadas do local e se elas possuem outro tipo de calçamento. 

Uma boa dica é, antes de definir o destino, visualizar o local por meio de mapas interativos, como o Google Maps. Dessa forma, é possível visualizar a rua e os pontos turísticos em todos os seus detalhes para realizar o passeio com tranquilidade. 

turismo acessivel

4 adaptações necessárias na hora de escolher um hotel

Se escolher um destino exige atenção a alguns detalhes, o momento de optar por um hotel também. Abaixo, confira os principais pontos para ficar de olho:

1.Prédios modernos

Na hora de optar por um hotel confortável, prefira os mais modernos ou que passaram por reformas recentes. Os corredores devem ser amplos. 
Os elevadores devem possuir botões na altura que pessoas com mobilidade reduzida consigam acioná-los sozinhos. A largura das portas também é um ponto fundamental para evitar transtornos

2.Pisos

Outro ponto de atenção são os pisos. É importante que o hotel não possua locais com carpetes ou espaços de lazer com paralelepípedos e pedras. Na integração entre os ambientes, é preciso contar com a presença de rampas antiderrapantes. 

3.Disposição dos móveis

A organização dos móveis no quarto e no banheiro são fundamentais para ampliar o espaço e facilitar o uso do local. Também é fundamental que haja barras de apoio nos locais estratégicos, assim como o uso de maçanetas do tipo alavanca, com pelo menos 60 cm de comprimento. 

4.Capacitação dos colaboradores

Verifique quais são as condições para solicitar atendimento personalizado no hotel. Em muitos locais, há uma equipe treinada para operar equipamentos ou se comunicar por meio de libras. 

Uma equipe capacitada envolve todos os funcionários da hospedagem. No caso de camareiras, por exemplo, deve haver a orientação de sempre deixar toalhas e cobertores em alturas acessíveis. 

Para os profissionais que atuam no restaurante, a mesma orientação quanto à altura do self-service ou a disponibilidade de pedidos à la carte deve ser oferecida como comodidade aos hóspedes. 

Qual o melhor meio de transporte?

Assim como os hotéis possuem recomendações e diretrizes para inclusão social, o transporte público também oferece recursos de acessibilidade. A depender do país em que você pretende viajar, vale conferir se existem funcionários de metrô e ônibus para o embarque e desembarque de pessoas com dificuldade de locomoção. 

Quanto à estrutura, ônibus urbanos devem ser rebaixados para que cadeirantes possam subir de forma independente. Já no metrô, a preocupação é com o tamanho do vão entre o trem e a plataforma. 

Na hora de pedir um táxi ou carro por aplicativo, prefira modelos maiores para garantir o seu conforto.

Visite o Rio Quente!

O complexo do Rio Quente é composto pelo Hot Park, além de diferentes possibilidades de hospedagem, restaurantes e atrações para toda a família. Aqui, você encontra apartamentos especiais adaptados para  necessidades especiais  de deficientes físicos, além de todo o complexo de diversão contar com recursos que facilitam a circulação.

Para quem desejar, é possível contratar  serviços opcionais como o carrinho elétrico. Assim, você pode curtir com segurança e aproveitar todos os momentos neste local tão especial. Conheça os nossos pacotes promocionais!

Quer falar com a gente?

É só nos chamar no WhatsApp ou telefone a qualquer hora!

WhatsApp

Central - São Paulo

Para RJ, RS, PR, MG e NE

Belo Horizonte

Campinas

Goiânia

Pernambuco

Ribeirão Preto

Rio Quente

Rio de Janeiro

Santo André

São José do Rio Preto

São José dos Campos

Uberaba

Uberlândia