* As tarifas, ofertas e condições apresentadas podem sofrer alteração sem aviso prévio.

Parte dos braços e mãos de uma pessoa que seguram um dos bastões decorados e coloridos utilizados na Festa do Divino

Você já ouviu falar da Festa do Divino? Se não, prepare-se para uma experiência cultural rica em história e tradição, como só Goiás seria capaz de entregar!

Em diversos cantos do Brasil, a Festa do Divino se transformou em uma experiência emocionante, onde tradição, lendas e folclore se encontram. Entre os elementos coloridos e festivos, você encontrará o Imperador, o levantamento do mastro e uma espetacular queima de fogos de artifício. Mas isso é só o começo!

Em Pirenópolis (GO), por exemplo, a festa ganha vida com uma encenação impressionante da luta entre cristãos e mouros. Essa celebração, trazida ao Brasil pelos portugueses, é uma oportunidade para mergulhar nas tradições locais, conhecer novas pessoas e, é claro, curtir momentos incríveis!

Dia do Divino Espírito Santo: esperança de uma nova era

É dia de festa! Mas também de celebração e renovação. A tradição, que remonta a séculos, traz consigo a crença de uma nova era, cheia de promessas e bênçãos!

Em várias partes do Brasil, é uma oportunidade para as comunidades se unirem, para as famílias se reunirem e para os turistas mergulharem em uma experiência única. Durante essa festa, você pode esperar ver danças folclóricas, experimentar deliciosas comidas típicas e, é claro, aproveitar muita música e alegria.

Mas além das festividades, o Dia do Divino Espírito Santo também é marcado por gestos de solidariedade. Muitas comunidades aproveitam a ocasião para realizar ações beneficentes, mostrando que essa celebração vai muito além das aparências festivas.

O que é a Festa do Divino?

Durante a celebração da Festa do Divino, as ruas ganham vida com músicas alegres, danças e decorações vibrantes. O coração da festa é o Império do Divino, uma estrutura que abriga o imperador e sua corte, e é o epicentro das atividades festivas. O momento mais esperado é o cortejo, onde o imperador, vestido de forma magnífica, percorre as ruas seguido por uma multidão animada.

Mas a Festa do Divino não é apenas sobre festividades visuais. É também uma oportunidade de compartilhar comidas típicas deliciosas, como o tradicional "Bolo do Divino".

Confira a origem da Festa do Divino

Indo direto ao ponto, tudo começou com o Espírito Santo, uma das três figuras divinas reveladas por Jesus Cristo - dentro da crença católica. Cinquenta dias após a Páscoa, essa presença celestial desceu dos céus sobre os Apóstolos e a Virgem Maria, marcando um evento que se tornaria conhecido como Pentecostes. Desde então, a Igreja Católica celebra essa ocasião com devoção e muita alegria!

Como você deve imaginar, a história da Festa do Divino no Brasil tem laços profundos com a realeza portuguesa. No século XIV, a rainha Isabel se tornou a protetora da Irmandade do Espírito Santo. Seu amor pela celebração a levou a impulsionar os festejos e procissões, deixando uma marca indelével na tradição. A partir de Portugal, a festa cruzou o oceano Atlântico junto com os colonizadores portugueses. A bordo das caravelas, eles trouxeram consigo a tradição cultural da Festa do Divino.

Assim, a celebração encontrou solo fértil nas terras brasileiras, onde se mesclou com as cores e ritmos locais, criando um evento muito bonito!

Festa do Divino: onde acontece esta comemoração?

Pequena rua de paralelepípedos no centro de Pirinópolis
Essa festividade tem raízes profundas em várias partes do mundo e aqui no Brasil, você pode encontrá-la em várias cidades. Por exemplo, cidades como Pirenópolis (GO), Mogi das Cruzes (SP), Paraty (RJ) e alguns cantinhos especiais do estado de Rondônia ganham vida com as cores e os sons do Divino Espírito Santo.

Os rituais tradicionais se misturam com a hospitalidade das comunidades locais, criando um clima familiar e amigável. Entre igrejas e praças históricas, você encontrará palcos onde as danças e músicas típicas ganham vida, convidando você a participar e curtir cada momento.

Saiba como é celebrada a Festa do Divino em Goiás

Tudo começa no dia de Pentecostes, quando um Imperador é escolhido para liderar os eventos festivos. Em algumas regiões, esse líder é escolhido por sorteio, enquanto em outras, a escolha é feita pelo bispo local.

E adivinhe, não é apenas o Imperador. Há auxiliares especiais escolhidos para ajudar a garantir que a festa seja inesquecível. Durante todo o ano, várias atividades, incluindo cantorias e novenas, são realizadas para arrecadar fundos que ajudarão a cobrir os custos das cerimônias. Formalmente, a festa começa com uma série de novenas dedicadas ao Espírito Santo, nove dias antes do Domingo de Pentecostes. Uma parte especial da celebração é a presença da Bandeira do Divino, um pavilhão vermelho adornado com a icônica pomba branca no centro. Grupos de músicos e rezadeiras carregam a bandeira, visitando as casas dos devotos para cantar e rezar.

E não para por aí! Em vários lugares do Brasil, essa tradição é compartilhada na Folia de Reis, um evento que une comunidades e celebra a fé e a esperança. Como gesto de gratidão pelas orações recebidas, é uma prática comum que os anfitriões ofereçam lanches aos visitantes.

A culminação acontece na véspera do Domingo de Pentecostes, quando uma procissão enche as ruas e um mastro, adornado com a Bandeira do Divino, é erguido em uma cerimônia repleta de fervor e alegria.

Festa do Divino: descubra suas características únicas

parte dos braços de um homem que toca um biolão decorado para Festa do Divino

Apesar da história original e da tradição, diferentemente de outras festas religiosas, a Festa do Divino não está rigidamente atrelada a uma data específica do calendário cristão.

Geralmente comemorada entre maio e junho, a festa se desdobra ao longo de cerca de 20 dias em diversas cidades do Brasil. Durante esse período, as ruas ganham vida com alvoradas, rezas, cortejos, missas, danças e apresentações musicais de grupos tradicionais. O simbolismo por trás da Festa do Divino conta com objetos de liturgia, vestimentas e adereços que ganham vida com significados profundos. O pombo, frequentemente representado no topo do mastro e às vezes envolto em uma coroa ornada com fitas contendo as promessas dos devotos, é o símbolo central da festa, representando o Espírito Santo encarnado.

A coroa e o cetro, por outro lado, representam o poder do Imperador, figura essencial que, junto com sua corte, zela pela festa e mobiliza a comunidade. A cor vermelha da bandeira é profundamente significativa, remetendo ao fogo, a forma pela qual o Espírito Santo se manifestou aos apóstolos.

É realmente uma celebração que vai além das palavras, uma experiência que você não vai querer perder!

Que tal juntar muita cultura e tradição com natureza e fontes termais de tirar o fôlego?

Antes ou depois de aproveitar e aprender bastante em uma celebração como a Festa do Divino, você vai adorar relaxar no conforto do Rio Quente Resorts! Um resort all inclusive com águas naturalmente quentes, atrações para todos os gostos e experiências gastronômicas incríveis. Além de ser uma outra forma de curtir o que Goiás tem a oferecer, você pode se divertir bastante no Hot Park! E, se estiver com crianças, saiba que há brinquedos e atividades especiais para os pequenos.

Pode chegar, que estaremos esperando de braços abertos!

Quer falar com a gente?

É só nos chamar no WhatsApp ou telefone a qualquer hora!

Central de reservas

Capitais

4000-1449
(Para mais informações de Rio Quente e Costa do Sauipe, tecle 1 e para Hot Park, a opção 2)

Demais localidades

DDD + 4000-1449
(Para mais informações de Rio Quente e Costa do Sauipe, tecle 1 e para Hot Park, a opção 2)

Eventos