* As tarifas, ofertas e condições apresentadas podem sofrer alteração sem aviso prévio.

parte de um tambor colorido usado na Congada de Goiás

Você já ouviu falar da Congada? Esta é uma daquelas preciosidades culturais que Goiás guarda com carinho e que estamos prestes a desvendar juntos!

Resumindo, é uma celebração que mistura dança, música, teatro e espiritualidade, tudo em uma explosão de cores e ritmos. Mas estamos falando de uma tradição que vai muito além de simples apresentações – a Congada é uma manifestação afro-brasileira que carrega consigo séculos de história, fé e resistência.

Em cada passo, em cada batida do tambor, você sentirá a herança das matrizes africanas e cristãs, em uma fusão única que celebra não apenas a religiosidade, mas também a riqueza da cultura afro-brasileira.

Na Congada, são honrados Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia, santos que, segundo a tradição, protegeram os negros escravizados. E há mais do que isso: entre os cânticos e danças, também lembramos figuras como Chico Rei e revivemos a épica luta entre cristãos e mouros.

Pronto para começar essa jornada? Vamos lá!

Conheça a história da Congada

Já explicamos brevemente, mas vale se aprofundar mais na história da congada para entender verdadeiramente essa festa incrível. Para isso, precisamos fazer uma viagem às suas origens, que remontam aos corações vibrantes da África.

Na sua essência, a Congada é uma mistura das tradições dos angolanos e congoleses, com um toque espiritual da religiosidade católica. Lá na África, súditos celebravam seu rei Congo com cortejos e danças como forma de agradecimento e reverência. Era uma expressão de gratidão, uma conexão profunda com suas raízes.

Depois, com a chegada dos africanos escravizados e portugueses ao Brasil, as divindades africanas ganharam novas faces, novos nomes – São Benedito, Santa Efigênia e Nossa Senhora do Rosário –, transformando-se em santos reverenciados. Essa fusão de crenças e culturas deu origem à Congada que conhecemos hoje.

Um exemplo tocante dessa jornada é a figura de Chico Rei. Um monarca da tribo do Congo que foi trazido ao Brasil como escravo, mas sua determinação e força o levaram a conquistar sua alforria e a de outros 200 escravizados de sua tribo. É uma história de resistência, esperança e triunfo que ecoa até os dias de hoje!

E claro, não podemos esquecer da princesa Isabel, cujo papel na libertação dos negros da escravidão é celebrado com honra na Congada. Sua influência foi, com certeza, um marco na história do Brasil.

O que é Congada?

No coração da Congada estão os Congos e as Congas, grupos de dançarinos vestidos em trajes deslumbrantes e coloridos, cada um representando uma figura importante dessa tradição.

E, caso sinta vontade, você pode participar! A Congada é uma festa aberta, onde todos são bem-vindos para se juntar à dança, curtir a música e sentir a vibração contagiante que enche o ar.

Então, se você está pronto para vivenciar uma das tradições de Goiás, vista-se com suas melhores cores, traga seu sorriso e prepare-se para curtir a Congada como nunca antes!

Entenda a aparição de Nossa Senhora

Talvez você esteja se perguntando como, exatamente, Nossa Senhora entrou na tradição da Congada.

Bom, diz a lenda que uma imagem de Nossa Senhora surgiu misteriosamente no mar. Os moradores locais ficaram encantados, mas a santa parecia inatingível, sempre distante. Diversos grupos tentaram se aproximar, cantando e dançando em devoção, mas todos falharam em trazê-la para a costa.

Foi então que entrou em cena o último grupo a tentar, os Moçambiques. Eles eram pessoas escravizadas, carregando não apenas as correntes em seus tornozelos, mas também uma imensa fé em seus corações. Com lágrimas nos olhos e lamentos tocantes, eles conseguiram o impossível: trouxeram a imagem de Nossa Senhora para a costa.

Esse momento marcou o início de uma profunda conexão entre os Moçambiques, os Congadeiros e a Virgem do Rosário. Desde então, esses grupos tornaram-se os guardiões dedicados à imagem sagrada, mantendo viva a devoção e a tradição da congada ao longo dos anos.

Essa história nos lembra da força da fé e do poder da devoção, elementos fundamentais que continuam a unir as comunidades e a enriquecer a cultura de Goiás!

Quais são as características da festa Congada?

pessoa de costas usando traje típico da congada, com chapéu e fitas coloridas.

O que ainda não contamos para você, é que a Congada, além de carregada de muita história, fé e cultura, conta sobre a emocionante visita do embaixador de Angola ao rei do Congo, num dia de festa que quase terminou em guerra. Hoje, essa narrativa é celebrada através da dança, da música e de rituais especiais que fazem parte da festa da Congada.

A dança da Congada é muito mais do que simples movimentos; ela representa a coroação do rei do Congo, o verdadeiro coração da festa. Durante o cortejo da Congada, conhecido como terno ou guarda, cada grupo tem seu líder.

Em meio às coreografias, as lutas ganham vida. Os grupos se alinham frente a frente, brandindo varas em uma coreografia que representa um combate rítmico, com os "golpes" sincronizados com a música, criando uma experiência visual e auditiva fascinante.

E não podemos esquecer do momento em que um casal é levado à igreja para ser coroado como rei e rainha da festa. Essa tradição remonta aos casais de escravizados que eram levados à igreja para serem coroados, e hoje, é uma parte importante da Congada, mantendo viva essa memória histórica e cultural.

É importante notar que cada região que realiza a Congada adiciona suas próprias características e tradições à festa, tornando cada celebração única e especial.

Congada: uma dança especial

Você já imaginou presenciar a coroação do rei do Congo, acompanhada por um cortejo chamado terno ou guarda? Cada terno tem seu líder, conhecido como o "capitão", que guia os dançarinos. Como deu para perceber, a Congada é mais do que uma simples dança, é uma narrativa viva, repleta de significado e tradição. Cada passo conta uma história, cada movimento celebra a cultura e a fé.

Então, quando você estiver lá, no meio da multidão, sentindo o ritmo da música e vendo os dançarinos se movendo com graça e poder, você vai entender por que a Congada é tão especial!

Por trás das vestes: personagens da Congada

Nas congadas, os participantes são divididos em dois grupos distintos: a Congada de Cima e a Congada de Baixo. Na Congada de Cima, você encontra figuras como o Rei, a Rainha, os Príncipes, o Cacique, os Fidalgos ou Vassalos e as adoráveis crianças, carinhosamente chamadas de "conguinhos".

Esses personagens representam a nobreza e a realeza, adicionando um toque de elegância e graça à festa. Enquanto isso, na Congada de Baixo, são apresentados o Embaixador e o Secretário, acompanhados pelo cortejo e pelos corajosos guerreiros. Cada personagem desempenha um papel fundamental na narrativa da festa.

E aqui está o detalhe: a Congada está longe de ser uniforme! Cada região adiciona suas próprias nuances, cada Congada tem sua própria história para contar, seus próprios personagens para apresentar e suas próprias cores para mostrar.

Sons que encantam: instrumentos da Congada

Em meio à alegria da Congada, os sons desempenham um papel fundamental. Cada batida, cada nota, conta uma história, trazendo à vida as tradições enraizadas da festa. Você será cercado pelo som da cuíca, o toque da caixa e o ritmo animado do pandeiro. Adicione a isso o som do reco-reco, o brilho do cavaquinho e a doçura da viola e do violão. Todos esses instrumentos se unem em perfeita harmonia!

Além desses, o tarol, o tamborim e o ganzá trazem seus próprios timbres, elevando a energia da festa para novas alturas. E, é claro, não podemos esquecer da rabeca (ou violino) e do acordeom, que adicionam mais camadas de profundidade sonora.

Prepare-se para curtir uma festa onde os sons não são apenas ouvidos, mas também sentidos profundamente.

Cores e tradições: figurinos e adereços da Congada

Quando você mergulha no mundo da Congada, é impossível não se encantar com a riqueza dos figurinos. Cada peça de roupa, cada adereço, representa todo um universo de significados e hierarquias.

É uma explosão de cores e padrões, com camisas detalhadamente decoradas, capas esvoaçantes e chapéus adornados. Espadas reluzentes e lenços habilmente amarrados são parte integrante desses trajes, cuidadosamente confeccionados em tecidos confortáveis para permitir que os dançarinos se movimentam com graciosidade e facilidade. Entre os grupos, fitas e bandeiras coloridas dançam ao vento, trazendo consigo a imagem dos santos e identificando os diferentes participantes do cortejo.

E não podemos esquecer das jóias e coroas dos reis, super ornamentadas, mostrando a opulência dos soberanos africanos que são homenageados durante a festa. Esses detalhes acrescentam uma dimensão de grandiosidade e elegância ao espetáculo. É tudo muito bonito!

O enredo cantado que embala a Congada

Você deve estar se perguntando como são as músicas da Congada, e as letras das canções contam histórias de sofrimento, narrando os lamentos de um povo arrancado de sua terra natal. Mas, através da invocação dos santos e das forças divinas, esses cânticos também trazem esperança, resistência e a promessa de uma vida melhor. Cada nota é um tributo à força, à fé e à perseverança de um povo injustiçado.

Vale a pena prestar atenção em cada palavra!

Viaje para ver esta celebração incrível de perto e curta a sua estadia de forma confortável no Rio Quente!

Em Goiás, você pode presenciar a Congada em Catalão - a principal e mais tradicional da região, além de Pirenópolis e Corumbá de Goiás.

E olha só que bacana, a cidade de Catalão fica a apenas 2h de distância do Rio Quente Resorts! Isso significa que você pode mergulhar na história, cultura e tradição da Congada, e depois mergulhar em águas termais, naturalmente quentes, para relaxar e aproveitar mais ainda do que Goiás tem a oferecer!

Já imaginou? Viver um pouco da cultura goiana, misturada e criada com base em tradições ancestrais, e ainda passar uns dias em um resort all inclusive, cheio de atrações e uma gastronomia de tirar o fôlego?

Vem conhecer, a gente tá te esperando!

Quer falar com a gente?

É só nos chamar no WhatsApp ou telefone a qualquer hora!

Central de reservas

Capitais

4000-1449
(Para mais informações de Rio Quente e Costa do Sauipe, tecle 1 e para Hot Park, a opção 2)

Demais localidades

DDD + 4000-1449
(Para mais informações de Rio Quente e Costa do Sauipe, tecle 1 e para Hot Park, a opção 2)

Eventos